Comportamento, Mulher, Psicologia, Sobre Gente

Síndrome da Mulher Perfeita

*Por Priscilla Andrade Camilo

 

Todas nós mulheres sofremos em maior ou menor grau disso que eu nomeio “síndrome”, deixe me explicar, Síndrome da Mulher Perfeita, nada mais é do que um conjunto de sinais e sintomas típicos da pós modernidade que caracterizam esta determinada condição.

Os sinais dessas Mulheres Perfeitas estão em todos os lugares, tais como, Organizações, Escolas, Universidades, Academias, reuniões de pais e mães, revistas femininas e  instituições religiosas.

Os sintomas vão desde à baixa intolerância à criticas, passa às vezes por disformia corporal e pode chegar à planos e metas inatingíveis.

Inconsciente Coletivo

As mensagens culturais que formam o inconsciente coletivo se dá de forma sutil e penetrante. Um exemplo claro de como tudo isso se desenvolve aparece no livro “Faça acontecer” de Sheril Sandberg, chefe de operações do Facebook, lá ela traz que um case de uma  rede de lojas de roupas infantis americana, pôs a venda macacãozinhos que traziam a mensagem para os meninos: “Inteligente como o papai” e para as meninas “ Bonita como a mamãe”.

A formação da subjetividade da mulher atual passa por grandes transformações, as meninas de hoje são criadas por mães filhas da revolução do mercado de trabalho, os modelos de valor, beleza e felicidade são introjetados desde à mais tenra infância e passam à ser modelo aspiracionais.

Seja perfeita é um imperativo categórico, sustentada pelo desejo de ser reconhecida, valorizada e amada. As mulheres foram criadas para serem perfeitas e boazinhas, os homens para serem corajosos!

Uma das maiores forças da mulher está no re-conhecer (conhecer de novo) suas forças e suas fraquezas, o estudioso Donald Hampton da Inteligência Emocional traz que uma das 10 (dez) características de que você têm e desenvolve sua Inteligência Emocional, está em reconhecer suas polaridades (forças e fraquezas).

Como psicoterapeuta observo que as mulheres pouco questionam essas verdades sutis e penetrantes, antes atuam como verdades absolutas, o que pode trazer consequências como um grande senso de frustração consigo mesmas, auto exigência de performance no trabalho e um desrespeito aos seus próprios limites existenciais.

Re-conhecer

Conhecer nossas forças e nossas fraquezas requer um tempo e um espaço, mas com tantas demandas para sermos perfeitas, muitas vezes abrimos mão desse tempo e espaço tão útil para o nosso crescimento, achando que vamos conseguir sozinhas, afinal somos perfeitas!

Eu, particularmente, estou abrindo mão de muitas coisas, outras eu tenho conseguido, outras não, estou em construção, consciente de que perfeição não existe.

You Might Also Like